Bielefeld

Bielefeld: cidade comercial com talento artístico.

Bielefeld foi fundada em 1214 pelo Conde Hermann von Ravensberg. Homem de grande visão, ele reconheceu já na época a localização vantajosa no cruzamento de antigas rotas comerciais, na proximidade direta de uma passagem pela floresta de Teutoburgo. Surgiu assim uma típica cidade comercial com um grande mercado e belas casas de enxaimel – o que marca Bielefeld até hoje, além do senso artístico de seus habitantes.

Muitos comerciantes souberam usar as liberdades concedidas pelo senhor feudal na nova cidade, marcando desde o início os rumos que Bielefeld tomaria. O comércio com tecidos e linho, artigos muito procurados na época, deu à cidade um grande prosperidade, cujo testemunho se encontra ainda hoje na praça Alte Markt, na antiga prefeitura e na igreja Nicolaikirche, no centro histórico. A transformação, mais tarde, de cidade comercial para industrial também marcou o perfil da cidade: surgiram novos bairros residenciais, com seus edifícios característicos de dois a três andares. Prédios representativos, como a nova prefeitura e o teatro, o correio ornamentado com motivos renascentistas e a estação ferroviária em estilo "art-noveau", surgiram nos primeiros anos do século XX. No ano de 1930 foi construído a Rudolf-Oetker-Halle, uma sala de concertos extraordinária, cuja arquitetura muda entre o classicismo e a escola da Neue Sachlichkeit, que prima pelo racionalismo, e que ficou famosa por sua acústica. No final do século XX, novas obras vieram acentuar a importância cultural da cidade: Kunsthalle, Stadthalle, Seidensticker Halle e o Historisches Museum e o Museum Huelsmann, instalados na Ravensberger Spinnerei, uma antiga tecelagem.

Desde 1969, Bielefeld tornou-se também cidade universitária. A maior das seis universidades da cidade fica à beira da floresta de Teutoburgo; ponto de encontro principal e destaque arquitetônico é o saguão de 300 metros de comprimento, a Große Halle. Destaques bem diferentes são as festas tradicionais realizadas em Bielefeld. Em maio, acontece no centro histórico a festa popular de Leinewebermarkt, que dura vários dias, e em julho, é a vez da festa medieval no castelo de Sparrenburg, sem esquecer da festa do vinho, em setembro, também no centro histórico. O ano termina tradicionalmente com a Feira de Natal, que é realizada no centro histórico, emoldurada por mais de 100 casas de enxaimel decoradas especialmente para a festa. Outra tradição típica de Bielefeld é a corrida Hermannslauf, uma corrida popular cujo trajeto vai do monumento a Hermann, em Detmold, através da floresta de Teutoburgo até o castelo de Sparrenburg, em Bielefeld. Mas não se preocupe, você também pode explorar o Sparrenburg sem precisar correr. Aliás, não só o castelo, mas toda a cidade. Vá devagar e faça grandes descobertas.

Principais atrações
Highlights

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados