Kulmbach

Kulmbach: a cordialidade da Francônia, simpática e e fonte de prazeres

Se a Francônia sempre teve a fama de ser um dos cantos mais agradáveis da Alemanha, Kulmbach é uma espécie de sala de estar da região: uma cidade bonita, histórica, hospitaleira e descontraída, onde reinam o pão, a cerveja e as salsichas tipo "Bratwurst". É fácil ir a Kulmbach, o difícil é sair – de tão charmosa e agradável que é a cidade.

O castelo de Plassenburg, imponente e visível de longe, indica que o visitante está se aproximando de Kulmbach. Construído no século XII pelos duques de Andechs-Meranien, ele presenciou uma história de vicissitudes através dos séculos, retratada nas reconstruções e destruições. Depois de uma fase menos gloriosa nos séculos XVIII e XIX, quando foi usado como prisão, ele foi restaurado no século XX e dedicado a objetivos mais gratificantes: hoje ele abriga diversos museus e a maior coleção de miniaturas de chumbo do mundo.

Movimentação na praça e na banho público

Desde o século XIII, a movimentação na praça Marktplatz é grande. Hoje, porém, não são tanto os artesãos e comerciantes que animam a praça em torno da fonte Luitpoldbrunnen, mas sim os cafés, cervejarias ao ar livre e lojas, além da feira de produtos regionais que acontece duas vezes por semana. Para provar que a praça é o cenário perfeito para o Weihnachtsmarkt a feira de Natal, basta olhar para o belo conjunto de construções em torno. Não muito longe fica a antiga "Badhaus", o banho público, cujo primeiro registro data do ano de 1398 e que realmente foi usado até o século XIX como banho público. Mais tarde, a cidade comprou o prédio: depois de ser amplamente restaurado, ele foi inaugurado em 1999 como museu e galeria. O uso histórico do local está bem documentado: ele é um de apenas oito banhos públicos pesquisados cientificamente e restaurados em toda a Alemanha.

As necessidades básicas dos francos: cerveja e pão

Em Kulmbach, quase não se percebe que a Francônia fica numa região vinícola. A cerveja produzida na cidade tem uma excelente reputação e o museu da cerveja, Bayerisches Brauereimuseum, documenta a arte da produção de cerveja na Baviera e na Francônia, mas principalmente na Alta Francônia e em Kulmbach. Um lugar mágico para todos os fãs do "ouro líquido", ou "pão líquido", como gostam de chamar a cerveja aqui. Encenações originais e estações interativas, além de todo tipo de garrafas de cerveja, etiquetas, bolachas, cartazes e placas de metal, esmalte e vidro fazem até adultos sair do sério. Mas o ponto alto e também recompensa da visita é a cervejaria do museu, com suas tinas de fermentação envidraçadas e as brilhantes coberturas de cobre. No final da visita, é servida uma cervejinha fresca e os mais corajosos podem demonstrar do que são capazes fazendo o teste de conhecimento da cerveja. Um tema parecido é apresentado no museu da panificação, o Bayerisches Bäckereimuseums: 1.500 metros quadrados de cultura do pão e, depois da visita, é hora de provar um pão fresquinho na padaria do museu. Tudo isso é típico de Kulmbach: aqui, comer e beber bem sempre foi importante.

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados