Neuss

Neuss: o outro lado do Reno

Na época em que o outro lado do Reno, em frente a Düsseldorf, era apenas um pântano onde os sapos coaxavam, os romanos estacionaram por ali um poderoso acampamento com até 6.500 legionários, Novaesium. A povoação romana deu origem a uma das cidades mais antigas da Alemanha, Neuss, que em 1984 já comemorava seu aniversário de 2.000 anos. É verdade que hoje, onde antes existia um pântano,está Düsseldorf, mas mesmo assim, ninguém deve perder a oportunidade de visitar também Neuss.

Cidadãos burgueses, peregrinos e a mais antiga estalagem da região

Os romanos tinham bons motivos para se instalar justamente aqui: por um lado, o local ficava no fim de uma estrada que atravessava a Gália, saindo de Lyon, passando por Trier até o Reno; por outro lado, ele permitia o acesso às hidrovias do Reno, Erft, Lippe, Ruhr e Wupper.

Não admira, portanto, que em Neuss, até hoje, tudo gire em torno do porto e do comércio. Um passeio pelo centro da cidade ainda dá provas da consciência dos cidadãos da cidade, que recebera o privilégio de ter moedas próprias e os direitos de uma cidade hanseática. Ao mesmo tempo, crescia o significado religioso da cidade, que abriga desde 1050 o relicário de São Quirino de Neuss. Em sua homenagem, foi construída a Igreja de São Quirino (Quirinusmünster), elevada pelo Papa Bento XVI, em 2009, à condição de basílica menor e destino de peregrinos vindos de toda a Europa. Outras construções sacras importantes são a igreja neogótica Marienkirche, cujas janelas de Emil Wachter valem ser vistas, a capela Marienkapelle do Collegium Marianum, a igreja de São Sebastião e a igreja Christuskirche, a igreja protestante mais antiga da cidade. Um circuito pela velha Neuss é completado pela porta Obertor, a torre Blutturm e as ruínas do templo de adoração romano Kybele-Kultstätte – além de três belíssimas casas antigas: a "Alte Kaffeehaus", de 1571, a "Haus zu den Hl. Drei Königen", de 1597, e finalmente a casa "Zum Schwatte Päd", de 1604, a mas antiga estalagem e restaurante no Baixo Reno e um sinal de que as pessoa aqui não eram apenas devotas, mas também não recusavam um bom copo.

Pólvora e marchas: Bürger-Schützenfest

Ser um bom copo pode ser também uma vantagem durante a Neusser Bürger-Schützenfest, a festa popular do clube de tiro. Com um desfile de mais de 6.750 atiradores e 1.200 músicos, ela é considerada a maior festa do gênero organizada por um único clube. Com sua parada Königsparade, os desfiles, a competição Königsschießen e muitos outros eventos, ela é o ponto alto dos acontecimentos sociais na cidade e, é claro, das redondezas, contando com 1,5 milhão de visitantes.

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados