Ratingen

Ratingen: florestas, campos, história industrial

Ratingen é uma das quatro antigas capitais da região conhecida como "Bergisches Land", em decorrência da dinastia dos Berg. Com suas grandes florestas, prados e campos, que representam admiráveis 75 por cento da área municipal, ela é uma espécie de coração verde e porto seguro dessa dinâmica região urbana do Reno, Ruhr e Wupper. Uma experiência entre natureza, cultura e história industrial que vale qualquer visita.

O orgulho da pequena irmã.

Ratingen adquiriu direitos de cidade já em 1276, concedidos pelo Duque de Berg, sendo, portanto, mais antiga que sua grande irmã, a cidade de Düsseldorf. É natural que se tenha orgulho disso. Uma impressionante muralha, respeitáveis prédios antigos e uma praça central para ninguém botar defeito, a Marktplatz, são testemunhos do papel que a cidade desempenhou desde o século IX. As atrações incluem os castelos „Haus zum Haus“ e Linnep, o castelo Landsberg e a igreja Kirche St. Peter und Paul, todas dos séculos XII e XIII, a casa de enxaimel "Zum Roten Hahn" e uma relíquia de grande importância para a história industrial, a fábrica têxtil Cromford de 1783, uma fiação de algodão mecânica considerada a primeira fábrica no continente europeu.

Bonecas no museu e um acervo de arte de importância mundial

Mas os habitantes de Ratingen continuam sendo adeptos de sua oferta cultural e de lazer, no passado como no presente.. O Stadttheater (teatro municipal) é o cenário ideal para uma longa lista de famosos espetáculos convidado, os artistas e a cultura local se encontram durante o festival „Zelt Zeit“, e no verão a atração é o palco ao ar livre Freilichtbühne Blauer See. O Museu das Bonecas mostra vários exemplos de belas produções de bonecas alemãs e francesas, desde 1850. A guia da visita é a boneca Luise, que mostra aos visitantes, como muito charme, como nossas avós e bisavós viviam. Finalmente, o acervo de arte da cidade segue o lema „À procura da vida oculta" e os artistas nele representados pertencem à elite mundial absoluta da arte, entre eles Joseph Beuys, Arnulf Rainer, Antoni Täpies, Cy Twobly, Ugo Dossi, Julian Schnabel e Christian Ludwig Attersee.

Vale a pena ver também o "Kunstweg", ou "caminho da arte" em Ratingen, que tem por missão conectar em uma nova rede a zona cultural entre Düsseldorf, o distrito de Mettmann e os Países Baixos. O caminho da arte atravessa toda a área da cidade. Seus limites são, no oeste, o parque de lazer Volkardey, no leste, o Vale do Anger, com referência ao famoso santuário de Neviges e o igualmente famoso Vale de Neander, de grande importância para a história da humanidade. O caminho tem uma extensão de aproximadamente 11 quilômetros e atravessa diferentes tipos de paisagem, às quais dez artistas fizeram uma menção através de esculturas.

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados