Os principais temas de cidades – escolha e encontre a "sua cidade" …

Goethe e Schiller, Herder e Wieland, Nietzsche, Fürnberg, Liszt, Bach, Cornelius, Gropius, Feininger, Klee, Itten ... Há uma legião de grandes nomes em Weimar. A cidade é uma joia da história intelectual alemã e europeia. O Classicismo de Weimar e também a Bauhaus são até hoje estrelas da cultura que se apresentam em Weimar de forma harmônica e em profusão.

mais »

Potsdam é conhecida principalmente por seu legado histórico como antiga residência da Prússia, com seus diversos castelos e parques incomparáveis. O brilho e a glória da Prússia, a tradição como cidade de grandes mestres da arquitetura e cientistas, centro dos acontecimentos durante a Guerra Fria: Potsdam é cultura e história em dimensões de tirar o fôlego.

mais »

Aachen é uma cidade que vive, pensa e sente a Europa. De certa forma, ela é a Europa em miniatura: localizada no centro da região fronteiriça entre três países, dedicada às raízes, valores e ideais do continente desde a época de Carlos Magno, e hoje a cidade do Prêmio Carlos Magno, concedido desde 1950 na prefeitura em honra de ações em prol da união da Europa.

mais »

Dominando a arquitetura da cidade há séculos, a torre da catedral de Ulm parece subir infinitamente ao céu. Destruída em grande parte na guerra, Ulm procurou depois o caminho certo para reconstruir a cidade. A opção foi um acordo perfeito, que permitiu criar uma paisagem bem característica da cidade: restaurada com extremo cuidado por um lado, e extremamente moderna por outro.

mais »

Uma cidade perfeita para qualquer caso amoroso, mundialmente famosa e que não pode faltar na lista das melhores no turismo internacional: Heidelberg. Isso se traduz no romantismo idílico entre a ponte Alter Brücke e o imponente castelo, na extraordinária oferta cultural e de eventos, na deliciosa culinária, na hospitalidade e na maravilhosa localização entre o rio Neckar e as encostas da floresta de Odenwald.

mais »

Wuppertal é a maior cidade da região de Bergisches Land e também o centro econômico, educacional, industrial e cultural da região. E, é claro, ela é principalmente a cidade do monotrilho – o que se tornou até slogan oficial de Wuppertal. Ao longo do trilho, o visitante vê uma cidade consciente de sua história e do que tem para oferecer. E ela tem muito a oferecer.

mais »

Na história recente, não há muitas cidades obrigadas a viver com o rótulo de "ex-capital". Bonn é uma delas. Mas quem acreditava que Bonn cairia no esquecimento quando perdesse a honra de ser a capital da Alemanha, estava muito enganado. Jocosamente chamada de "vilarejo federal" em sua época como capital e hoje uma metrópole econômica e cultural de destaque internacional, Bonn mostra-se confiante e mais cosmopolita do que nunca.

mais »

Capital do estado de Saxônia-Anhalt e uma das mais antigas cidades do leste alemão, Magdeburg passou por períodos difíceis ao longo da sua história. Como residência imperial, cidade hanseática e fortaleza, Magdeburg passou sempre por guerras e destruição. Mas sempre acreditou no seu futuro, reconstruindo-se repetidamente, sem porém apagar a lembrança dos dois Ottos que marcaram a cidade.

mais »

O que faz Berlim ser diferente de outras metrópoles? Primeiramente, os próprios berlinenses, cujo jeito áspero, mas também cordial, transmite a atmosfera especial dessa cidade. Naturalmente, há também uma incrível variedade de atrações que retratam tanto o otimismo e a dinâmica da vida contemporânea, como a história e os grandes dramas do século XX.

mais »

A musicalidade dos habitantes de Leipzig fica evidente até no fato de que foi daqui que foi dado o ritmo para a revolução pacífica de 1989. Depois das mudanças políticas que entraram para história com a expressão "die Wende", Leipzig recebeu o título de "Heldenstadt" (cidade de heróis) – o que poderia ser dito também de seus grandes músicos, maestros e compositores, que continuam tão presentes e populares aqui como talvez em nenhum outro lugar.

mais »

Wiesbaden, a cidade em edição de luxo e a filha mais seleta entre as grandes cidades alemãs. Extremamente fina e de boas maneiras, caracterizada pela solidez, classe e exigência. Uma das mais tradicionais e elegantes estâncias balneárias – um oásis de bem-estar na Europa. Seja sauna ou um jantar fino, passeio ou consumo, tudo aqui é do mais alto nível.

mais »

Lübeck, a rainha de todas as cidades hanseáticas, foi fundada em 1143 como a "primeira cidade ocidental na costa do Mar Báltico". A maravilhosa paisagem da cidade é marcada ainda hoje por um ambiente medieval e por atrações histórico-culturais, como o Holstentor, que lembram seu passado glorioso como cidade livre e hanseática.

mais »

Imperadores e príncipes, líderes e seguidores, inventores e eruditos: desde a Idade Média, Nuremberg é um espelho da história alemã – impressionante, emocionante, brilhante entre a grandeza e a tragédia. Protegidas pelo castelo, as atividades de artesãos e artistas floriram na época e um novo espírito, mais livre, tomou conta da cidade. Não havia praticamente outro lugar onde se pudesse viver tão bem. E isso continua sendo assim ainda hoje.

mais »

Bremen, capital do estado e cidade mercantil com um grande passado marítimo, e Bremerhaven, 1.000 anos mais jovem, mas mesmo assim um ligar repleto de história e de histórias: juntas, elas formam o menor estado alemão. E também um mundo cheio de experiências: cosmopolita, hospitaleiro, cheio de prazeres, aberto para o novo, mas conservando tradições.

mais »

Berço da família de Mozart, Augsburg é uma das cidades de maior importância histórica na Alemanha. E uma das mais bonitas. Com um pouco de imaginação, quem andar pelos antigos caminhos da cidade poderá pelo menos imaginar a importância que Augsburg tinha na época da dinastia de banqueiros e comerciantes dos Fugger: um centro financeiro de destaque, metrópole do comércio internacional e meca das artes.

mais »

Cidade que se tornou centro das atenções no mundo da arte contemporânea, com a documenta, Kassel é também uma das mais interessantes atrações culturais da Alemanha, devido à herança dos irmãos Grimm. Uma cidade que sempre soube combinar tradição com inovação, que tem um dos mais belos parques na Alemanha, o Wilhelmshöhe, e um símbolo como nenhuma outra: o Hércules.

mais »

Quem acha que uma cidade medieval, ainda mais com 2.000 anos de história, só pode ser um lugar modorrento, está redondamente enganado: Regensburg tem de tudo, menos monotonia. A herança cultural não está somente em obras e locais históricos, ela está viva nas ruas. Considerada a cidade com a maior concentração de bares na Alemanha por habitante, Regensburg é também sinônimo de prazer.

mais »

Würzburg, a mais bela conexão entre história, cultura e vinho. A cidade universitária e residência real, localizada em local bucólico nas duas margens do Meno, tem uma atmosfera viva e um charme simpático que a tornam especial. Ela é famosa também como centro do cultivo de vinho na Francônia e pela concentração de atrações turísticas extraordinárias de que dispõe.

mais »

Igrejas, torres, pontes, grande cultura e festas esplendorosas: o charme medieval e a rica cultura de Erfurt, além da alegria e da hospitalidade de seus habitantes, cativam o visitante. Situada no cruzamento de antigas rotas comerciais alemãs e europeias, a capital do estado da Turíngia sempre foi ponto de encontro e abrigo de pensadores e personalidades importantes, um centro de inovações, seguro e orgulhoso, e atração para visitantes de todo o mundo.

mais »

Bielefeld foi fundada em 1214 pelo Conde Hermann von Ravensberg. Homem de grande visão, ele reconheceu já na época a localização vantajosa no cruzamento de antigas rotas comerciais, na proximidade direta de uma passagem pela floresta de Teutoburgo. Surgiu assim uma típica cidade comercial com um grande mercado e belas casas de enxaimel – o que marca Bielefeld até hoje, além do senso artístico de seus habitantes.

mais »

A cultura pode ser interpretada e definida de muitas formas diferentes. Mas é possível simplificar e dizer apenas: Dresden. A quantidade e a qualidade dos extraordinários bens culturais dessa cidade são tamanhas, que o visitante fica sem palavras. E como os habitantes de Dresden colocaram tudo isso numa paisagem maravilhosa às margens de um belo rio, além de surpreso, o visitante também fica logo encantado.

mais »

Se existe um gene da alegria e do espírito festeiro, então os habitantes de Colônia devem ter herdado logo um monte deles. Pois Colônia, mais do que uma paixão, é uma espécie de emoção e maneira positiva de ver a vida. E isso inclui o carnaval, a cerveja "Kölsch" e, é claro, a catedral de Colônia.

mais »

Münster é uma cidade cosmopolita e jovem, descontraída e orgulhosa, cuja história remonta a mais de 1.200 anos. Seja como diocese, membro da Liga Hanseática ou sede de universidades – Münster sempre desempenhou um papel importante, não só na região. E foi um acontecimento que colocou Münster nos livros de história de todo o mundo: na cidade, foi assinada a Paz da Vestfália, que pôs fim à Guerra dos Trinta Anos.

mais »

Mainz é uma cidade universitária, da história romana, centro da mídia e capital do estado, além de sinônimo da famosa combinação entre a catedral romana, a arte da impressão de Gutenberg e o carnaval do Reno. Ela é também resultado de uma grande herança de quase 2.000 anos, da qual os habitantes de Mainz têm muito orgulho, e com razão. O que torna Mainz ainda mais simpática é que, além dos muitos monumentos culturais, a cidade tem também uma proeminente cultura vinícola.

mais »

Com um pouco menos de 100.000 habitantes, Schwerin é a menor das capitais alemãs. Situada em uma paisagem maravilhosa, a cidade tem lagos em plena área urbana, refletindo tanto as nuvens que passam no céu do norte, como o símbolo da cidade, o castelo Schweriner Schloss. Um símbolo, aliás, bem adequado: leve, arejado, claro e agradável, como a própria cidade.

mais »

Rostock tem um coração marítimo: o porto da cidade. Mesmo que já não se vejam tantos marinheiros no cais como antigamente, o porto continua dando à cidade uma atmosfera inconfundível. É ali também que acontecem os grandes eventos, como a Hanse Sail, que reúne, sempre em agosto, centenas de veleiros e milhões de visitantes.

mais »

Fundada pelo imperador romano Augusto sob o nome de Augusta Treverorum, no ano de 16 a.C., Trier é conhecida não só como a mais antiga cidade alemã, mas também como importante centro de monumentos arquitetônicos e patrimônios artísticos da Antiguidade. Isso se comprova quando se vê a Porta Nigra, o mais bem conservado portão de cidade da Idade Antiga e hoje símbolo da cidade à beira do rio Mosela.

mais »

Osnabrück encontrou seu lugar na história principalmente como cidade da Paz de Vestfália. Mas Osnabrück é muito mais: uma cidade de rara diversidade, que pode ser sempre redescoberta de diferentes pontos de vista. Por exemplo, ela é a cidade dos gourmets, que recebe o visitante com locais de iguarias maravilhosas e especialidades regionais.

mais »

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados

O que outros turistas do mundo inteiro dizem

Crazy SB Waschsalon

Crazy SB Waschsalon

Quando estamos viajando, nada como ter uma lavanderia perto para as horas de aperto. Não tem como não notar essa lavanderia toda "modernosa". Crazy SB Waschsalon chama a atenção por suas centenas de meias penduradas. Uma decoração perfeita para o ambiente. Eu não cheguei a lavar nenhuma roupa na minha estádia em Dresden, mas se ficasse mais uns dias, teria voltado lá de certeza. Fica na Louisenstraße 6, aberto todos os dias das 06h - 23h.

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Travel Bookshop

Travel Bookshop - para os apaixonados por viagem

As coisas mais legais, sem dúvidas eu encontrei em Neustadt. É a região mais alternativa e legal de Dresden. Foi lá que eu vi uma das Lojas de Livros de Viagem mais legais. É aquela loja/livraria/papelaria que você vai querer comprar tudo. Passei uma boa hora lá dentro, folheando (porque ler em alemão, nem em sonho!) todos os guias, livros. Comprei uns postais lindos. Bobeei por não ter comprado uns mapas antigos, eram lindos.

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Schwebebahn

Schwebebahn

Para ter uma vista incrível de Dresden, vale muito a pena pegar o monorail em Loschwitz. Além de ver a cidade, você ainda terá uma vista privilegiada da Ponte Azul - Blaueswunder.

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Kunsthofpassage

1000 e 1 passagem

Em Neustadt tem a Kunsthofphpassage, que é uma passagem incrível. Ela tem vários prédios "temáticos". O azul por exemplo quando chove, a água nos canos vira música. Fora os prédios, ainda tem várias lojas bacanas e cafés charmosos para você aproveitar. #youngDresden #mustsees #shopping #cafés

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Obras incríveis

Albertinum: um museu de arte moderna de 125 anos, que foi reaberto em 2010, após uma reforma de 51 milhões de euros. A coleção de retratos começa com um dos pintores alemães mais românticos, Caspar David Friedrich, e termina com seu artista vivo mais famoso, Gerhard Richter, sendo que ambos passaram a infância em Dresden. Você vai encontrar desde a Bailarina de Degas, a Monet, Manet, Rodin, Van Gogh. A entrada Vista 10€

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Zwinger Palace

O Chateau de Versailles de Dresden

O Zwinger Palace é um dos melhores exemplos da arquitetura barroca tardia na Alemanha. Construído entre 1710 e 1728 pelo arquiteto Pöppelmann, o Palácio Zwinger foi usado para grandes festas e torneios. Hoje, o complexo barroco de pavilhões, galerias e pátios interiores é a casa de grandes museus e obras. A Madonna Sistina de Rafael você encontrará lá. O acervo de Porcelana tambem é belíssimo. O Arsenal também é muito interessante se você curte trajes e armas. Se você não quiser entrar em nenhum museu, vá pelo menos para andar pelos jardins e admirar o "Kronentor", que é o portão com a coroa.

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Asisi Panometer

Dresden : 1945

Setenta anos depois do bombardeio de Dresden, na Segunda Guerra Mundial, um panorama de 360 ​​graus que mostra a cidade destruída foi revelado na cidade. O artista Yadegar Asisi criou uma imagem circular de 100 metros de largura e 30 metros de altura que mostra Dresden após os devastadores ataques aéreos dos aliados. Entre 13-15 fevereiro de 1945, apenas alguns meses antes do fim da guerra, os bombardeiros britânicos e norte-americanos destruíram mais de 90 por cento do centro histórico da cidade, matando cerca de 25.000 pessoas. Mais de 3.900 toneladas de bombas de alto poder explosivo e dispositivos incendiários dizimaram marcos importantes do barroco em uma cidade que é considerada "a Florença do Elba". O panorama, Dresden: 1945, fica aberto de 24 de Janeiro à 31 de maio de 2015, no gasômetro Panometer. http://www.asisi.de/en/panoramas/dresden-1945/photo-gallery.html

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Frauenkirche - Church of Our Lady

A Lady de Dresden

A Igreja da Nossa Senhora de Dresden é um espetáculo de linda. É a igreja que vai te impactar no primeiro minuto que você entrar e ver uma igreja branca, super luminada. Se há um lugar cuja história pode mover-lo às lágrimas, será n'a Igreja de Nossa Senhora. Durante a Segunda Guerra Mundial, a igreja foi bombardeada e ficou em escombros até 1994, quando um programa de restauração foi iniciado. Hoje, é um lembrete dos dias antes da guerra e um dos lugares que você vai ter uma história imparcial sobre a Segunda Guerra Mundial.

Leia mais »

martinha@viajoteca.com

Controle de site acessível

Dois atalhos úteis para o zoom no seu navegador:

Aumentar: +

Diminuir: +

No seu navegador, você encontra mais informações clicando o ícone: