Jazz é sempre melhor ao vivo – no clube

Para entender o que é a música improvisada, é preciso vê-la e ouvi-la de perto. Há algumas centenas de clubes, festivais e salas de concerto na Alemanha que apresentam regularmente músicos de jazz regionais, nacionais e internacionais. Alguns clubes de jazz alemães já ficaram famosos até do outro lado do Atlântico.
A-Trane, Berlim

O nome A-Trane é uma mistura de Trane (nome que os conhecedores dão a John Coltrane) e A-Train (como na canção de Billy Strayhorn "Take the A-Train"). O A-Trane surgiu em 1992, em Charlottenburg, no centro da antiga Berlim Ocidental. Em 2011, ele foi premiado como melhor clube de jazz da Alemanha.

b-Flat, Berlim

Como contraponto do A-Trane, no lado ocidental de Berlim, o b-Flat é uma atração desde 1995 no Hackeschen Markt, na antiga Berlim Oriental. O clube tem um ambiente cool, um longo bar que já virou lenda e, às vezes, também concertos além dos limites do jazz. As jam sessions, seções de improvisação, acontecem sempre às quartas-feiras.

Birdland, Hamburgo

O principal endereço do swing e do jazz moderno mais moderado é o clube Birdland, criado em 1985 no bairro de Hoheluft-West. A convite da associação Jazz Federation Hamburg e.V., estrelas internacionais do jazz já tocaram neste palco, desde Chet Baker a Wynton Marsalis.

BIX technics & stage
Bix Stuttgart

Um clube ainda relativamente jovem é o Bix, na Gustav-Siegle-Haus, no bairro histórico de Stuttgart. O clube recebeu esse nome em homenagem a Bix Beiderbecke (1903-1931), o lendário cornetista de jazz de origem alemã. O ponto alto da programação da semana é apresentado no Bix sempre às sextas-feiras.

Domicil Dortmund

Desde que foi fundado, em 1969, o Domicil, em Dortmund, apresenta jazz de todas as vertentes – desde Dixieland até free jazz. A partir de 2005, o clube mudou-se para um antigo cinema na rua Hansastraße – no primeiro andar, entre o restaurante e a sala de concertos. O Domicil é considerado um dos três melhores clubes de jazz da Alemanha.

Jazzclub Hannover

O Jazzclub Hannover, no porão de um antigo centro recreativo de jovens, em Lindener Berg, existe desde 1966. O "Orange Club" foi fundado por Michael Gehrke (1943-2004), que chegou a ser condecorado como cidadão de honra de New Orleans, em 1978, por seus feitos em prol do jazz.

Jazzkeller Frankfurt

Depois da Segunda Guerra Mundial, Frankfurt am Main tornou-se o centro do jazz na Alemanha, graças aos clubes do exército americano. O Jazzkeller, na rua Kleinen Bockenheimer Strasse, foi fundado em 1952 pelo inesquecível Carlo Bohländer (1919-2004) e é provavelmente o clube de jazz mais antigo da Alemanha.

Jazztonne Dresden

A história do Tonne, em Dresden, é repleta de acontecimentos. Seu nome se deve aos porões sob o Kurländer Palais, onde concertos de jazz eram apresentados já na época da antiga RDA, a Alemanha Oriental. O "Neue Tonne" está instalado na cave do centro do conselho cultural, a Kulturrathaus desde o ano 2000.

Controle de site acessível

Dois atalhos úteis para o zoom no seu navegador:

Aumentar: +

Diminuir: +

No seu navegador, você encontra mais informações clicando o ícone: