Um destaque na história da música: Felix Mendelssohn-Bartholdy
Um destaque na história da música: Felix Mendelssohn-Bartholdy
Felix Mendelssohn Bartholdy ©Mendelssohn-Haus Leipzig

Um destaque na história da música: Felix Mendelssohn-Bartholdy

Felix Mendelssohn-Bartholdy (1809-1847) sofreu, ainda vivo, com difamações antissemitas. Os nazistas chegaram a proibir suas obras – mas procuraram em vão um "substituto" para seus concertos de violino e o "Sonho de uma Noite de Verão".

Mendelssohn cresceu em Berlim, a cidade de sua mãe musical. Como "criança prodígio", ele tocou piano também para o famoso poeta Goethe. Com apenas 17 anos, ele escreveu sua obra-prima: a abertura de "Sonho de uma Noite de Verão". Naquela época, a família morava na rua Leipziger Strasse 3, mais tarde a "Preussisches Herrenhaus" (Câmara dos Senhores Prussianos) e atual sede da Câmara Alta do Parlamento.

O pianista, compositor e regente fez várias viagens para dar concertos em Londres, Paris e Itália, entre outros. Ele foi diretor musical em Berlim e Düsseldorf, atuou na Leipziger Gewandhaus e na associação Cäcilien-Verein, em Frankfurt. O músico deu impulsos essenciais para a vida musical alemã: em 1829, ele executou pela primeira vez, depois de quase 90 anos, a Paixão Segundo São Mateus ("Matthäuspassion"), de Bach (em Berlim), e fundou o primeiro conservatório da Alemanha (em Leipzig), em 1843.

Há monumentos homenageando Felix Mendelssohn e sua irmã Fanny, igualmente talentosa, principalmente em Berlim e Leipzig, mas também em sua cidade natal, Hamburgo. A última residência do compositor é lembrada no museu da Casa Mendelssohn, em Leipzig. Felix e Fanny Mendelssohn, falecidos no mesmo ano, foram sepultados em Berlim.

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados