O sério hanseata: Johannes Brahms
O sério hanseata: Johannes Brahms
Johannes Brahms ©Johannes-Brahms-Gesellschaft Hamburg Internationle Vereinigung e.V.

O sério hanseata: Johannes Brahms

Ele era considerado perfeccionista e extremamente autocrítico. Johannes Brahms (1833-1897), solteiro a vida inteira, queria compor música que tivesse sempre valor e desprezava as tendências atuais. Ele nunca escreveu nada tão popular como uma ópera.

Brahms vinha de uma família de músicos de Hamburgo e teve que participar ainda jovem de suas apresentações em bares. A lembrança do grande filho da cidade é preservada em Hamburgo pelo Museu Brahms, além de placas comemorativas e monumentos na sala Laeiszhalle, na prefeitura e na praça Johannes-Brahms-Platz.

Graças ao apoio de Liszt e Schumann, o jovem Brahms logo ficou famoso. Ele amava e admirava a mulher de Schumann, Clara, a grande pianista, e manteve com ela uma amizade por toda a sua vida. Mas Brahms só alcançou o verdadeiro sucesso em Viena, onde compôs as "Danças Húngaras" e foi aclamado como "Herdeiro de Beethoven".

Em Meiningen, onde Brahms foi regente da estreia de sua 4a Sinfonia, em 1885, o monumento a Brahms lembra a cooperação de longos anos com a orquestra da corte de Meiningen. Na Brahmshaus, a casa de Brahms, em Baden-Baden, é possível visitar ainda a residência onde o compositor costumava passar o verão.

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados