Sucesso em dois continentes: Kurt Weil
Sucesso em dois continentes: Kurt Weil
Kurt Weill ©Kurt Weill Gesellschaft e.V. (Kai Bienert)

Sucesso em dois continentes: Kurt Weil

Sua obra mais famosa foi a "Dreigroschenoper" (A Ópera dos Três Vinténs), de 1928 – embora nela Kurt Weill (1900-1950) só tenha tentado compor, com maestria, de forma "errada". Só até o ano de 1932, a Ópera dos Três Vinténs já tinha sido encenada em 18 línguas.

Kurt Weill nasceu em Dessau, onde seu pai trabalhava como cantor religioso da sinagoga desde 1898. A cidade natal de Weill homenageia o compositor todos os anos com um Festival Kurt Weill que dura vários dias. O Centro Kurt Weill, na casa Feininger, e um monumento a Kurt Weill, em Dessau, lembram o grande filho desta cidade.

Ele foi nomeado para seu primeiro posto como diretor de uma orquestra com 19 anos, em Lüdenscheid, onde hoje uma placa mantém viva sua memória. Em Berlim, Weill fez sucesso na década de 1920, como inovador da ópera. Poetas contemporâneos, como Georg Kaiser, Yvan Goll e Bertolt Brecht, escreveram libretos para ele. Mas como vanguardista, judeu e adepto da esquerda, Weill era a imagem perfeita do inimigo dos nazistas. Em 1933, ele deixou a Alemanha e nunca mais voltou.

Surpreendentemente, Weill fez também enorme sucesso na Broadway, em Nova York. Ele repetiu ali seu pioneirismo alemão, mas agora de uma forma bem americana. Muitas das canções dessas duas fases da sua vida tornaram-se "standards" americanos populares.

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados