Observatório solar de Goseck, com neve
Observatório solar de Goseck, com neve ©Landesamt für Denkmalpflege und Archäologie S-A (Pie, Gert)
Rotas de férias de A a Z
A rota Himmelswege (caminhos celestiais)

Rota Himmelswege (caminhos celestiais) – Além da astronomia

Quando um roteiro tem histórias para contar, nunca se perde o interesse! Arqueologia e astronomia – essa rota temática na Saxônia-Anhalt, com nome tão expressivo (caminhos celestiais), percorre cerca de 150 km através de quatro interessantes estações que abrem as portas para mundos distantes, tempos passados e visões fascinantes do futuro.

A mensagem da rota Himmelswege (caminhos celestiais) é simples: há 3.600 anos, as pessoas não eram muito diferentes de nós, buscando os segredos da vida. À noite, elas os procuravam nas estrelas. A Saxônia-Anhalt não é apenas uma região de castelo maravilhosos e vinhos deliciosos, mas abriga também tesouros incomparáveis. A impressão que se tem é que basta pegar uma pá e escavar um pouco a terra para fazer descobertas de grande importância.

O disco celeste de Nebra

Tudo começou com a espetacular descoberta do século, em 1999, na montanha Mittelberg: o lendário disco celeste de Nebra, com incrustações a ouro e datado com cerca de 3.600 anos. Pesando aproximadamente dois quilos, o disco é uma peça fundida de bronze, forma quase um círculo e tem um diâmetro de cerca de 32 centímetros. É possível ver claramente um navio, como elemento místico, viajando pelo oceano celeste, pelo sol, a lua e as estrelas – e reunidas em um grupo de sete pontos dourados vê-se o aglomerado estelar das Plêiades, estrelas consideradas em muitas culturas para a elaboração de calendários, pois nascem e se põem exatamente uma vez no decorrer de um ano.

Isso é emocionante

O museu estadual Landesmuseum, em Halle, guarda o disco celestial em uma sala, coroado por 70.000 estrelas juntamente com outros objetos encontrados. Próximo ao local onde foi encontrado o disco, a estação e centro da rota Himmelswege (caminhos celestiais), “Arche Nebra”, fica suspensa como uma barca celeste dourada sobre o vale do Unstrut. A apenas 18 km de distância dali, foi encontrado o túmulo de pedra da deusa “Dolmengöttin von Langeneichstädt”.

Stonehenge na Alemanha?

A cerca de 30 km de Nebra, em Goseck, 1675 troncos de carvalho sobem do solo em direção ao céu. Foi aqui que se encontrou, em 1991, o mais antigo observatório solar do mundo, que foi então reconstruído. Nesse local de culto, os magos da Idade da Pedra já investigavam o céu 2.000 anos antes de Stonehenge, em busca de uma resposta para o sentido da vida e as eternas perguntas: de onde viemos e para onde vamos. Além do efeito ótico impressionante deste santuário pré-histórico, a acústica no interior da instalação impressiona o visitante de forma inesquecível. Quando você vai conhecer esse ponto alto da história europeia?

Himmelswege (caminhos celestiais)

Extensão: 150 km

Tema: arqueologia, astronomia

Destaques:
Goseck: centro de informações do observatório solar, castelo
Halle: museu pré-histórico “Landesmuseum für Vorgeschichte”
Langeneichstädt: túmulo da deusa “Dolmengöttin”, do médio neolítico
Mittelberg: local onde foi encontrado o disco celeste
Wangen: centro de visitantes Arche Nebra

www.himmelswege.de

Controle de site acessível

Dois atalhos úteis para o zoom no seu navegador:

Aumentar: +

Diminuir: +

No seu navegador, você encontra mais informações clicando o ícone: