Rota da prata saxônica-boêmica
Selecione...

Rota da prata saxônica-boêmica Cultura da mineração, costumes e tesouros de prata nas montanhas Erzgebirge (Montes Metalíferos)

Quem deseja conhecer a tradicional região Erzgebirge, os costumes dos capatazes, mineiros e nativos da região, deve deixar-se conduzir pelos 230 km da longa rota da prata, que conecta como uma faixa de prata história e presente.

A rota da prata saxônica-boêmica é considerada como o maior museu ao ar livre da Europa e saúda com um cordial "Glück auf!" Ela começa em Zwickau, onde antigamente se produzia o Trabant, e termina onde a prata enchia as câmaras de tesouros e se transformava em poder: em Dresden. A mineração trouxe riqueza para a região e deixou-a florescer culturalmente. Cidades como Freiberg, Schneeberg, Marienberg e Annaberg promoveram impulsos econômicos e culturais. Vários testemunhos impressionantes de oito séculos de tradição mineira, respeitáveis cidades de montanha, museus interessantes e imponentes edifícios religiosos proporcionam uma experiência autêntica. Pessoas famosas também trabalharam aqui: o matemático algebrista Adam Ries, o cientista de mineração G. Agricola e o construtor de órgãos, G. Silbermann são muito conhecidos. Não apenas na época do Natal, é possível experimentar em algumas oficinas de demonstração a arte original de madeira e torneamento, a fabricação de brinquedos, e da renda de bilros, que têm aqui as suas origens. A rota da prata no verão apresenta-se com cores brilhantes em beleza pitoresca e no inverno como uma terra de contos de fadas com um toque de romance.

Descubra no mapa a Alemanha como destino turístico

Adicione aqui os seus favoritos. Você pode salvar, selecionar, separar e imprimir a sua seleção e planejar toda a sua viagem na Alemanha.

0 favoritos selecionados