Aula Palatina, em Trier
Aula Palatina, em Trier ©Mosellandtouristik GmbH
Rotas de férias de A a Z
A Rota do Vinho do Mosela

Rota do Vinho no Mosela – Nas duas margens do rio

Aqui no Mosela, onde provas de vinho animadas garantem que a sua adega não fique vazia e não faltam motivos para a objetiva da sua câmera na paisagem maravilhosa, a Rota do Vinho do Mosela acompanha as curvas românticas do rio por 243 km, da bela aldeia vinícola de Perl até o Deutsches Eck em Koblenz, onde o Mosela e o Reno se encontram.

O decantado Reno alemão é certamente um dos mais belos rios na Europa. E o mesmo pode-se dizer do seu mais longo afluente, o Mosela. O rio nasce na França, ganha força e corre veloz ao encontro do Reno. O rio tem curvas sedutoras que já conquistaram os antigos romanos e celtas.

A magia do Mosela

Famoso pelas suas curvas pitorescas, o Mosela flui tranquilamente ao longo da região vinícola, como se não quisesse se despedir desse belo lugar. Em cada trecho você encontra cidadezinhas vinícolas, zonas de produção de vinho com nomes sonoros, adegas tradicionais e inúmeras atrações nessa paisagem natural e cultural. Por todo lado há pequenos e grandes tesouros da culturais.

Um rio que não sai de curso

Na área do Médio Mosela, principalmente, a paisagem é dominada pelas serras de Rheinisches Schiefergebirge, seus castelos, vinhedos e cidades vinícolas, assim como pela diversidade cultural. Nas encostas íngremes de ardósia, com declives impressionantes de até mais de 50 graus, o cultivo da variedade Riesling é particularmente privilegiado. A região romântica do rio, onde celtas e romanos já cultivavam vinhos há mais de 2.000 anos, tem hoje mais de 100 cidades vinícolas, cerca de 5.000 viticultores e aproximadamente 9.300 hectares com cerca de 70 milhões de videiras.

Siga essa corrente

Durante um passeio pela Rota do Vinho do Mosela vale a pena trocar o carro de vez em quando pela bicicleta, ou pelas botas de caminhada. A região pode ser bem explorada também de ônibus, trem ou barco. As “Strausswirtschaften”, adegas caseiras improvisadas, características da região do Mosela, servem pratos simples como “Schmalzbrot” (pão com pasta de gordura e bacon), “Speckplätzchen” (pãezinhos de bacon) e “Zwiebelkuchen” (torta de cebola) acompanhados de vinho. Entre paredes antigas, você pode provar as especialidades regionais nos porões de belas propriedades rurais, ou até na sala das prensas de vinho.

Destaques do mundo dos cavaleiros medievais

Alguns castelos realizam também festas e lutas medievais, e oferecem hospedagem. A programação inclui diversos eventos, como festas do vinho, o festival do Mosela “Moselfestwochen”, festivais que revivem a antiguidade, festas gourmets selecionadas, o grande festival de bicicletas “Happy Mosel” e vários outros destaques culturais. Há muitos motivos para conhecer melhor essa rota.

Rota do Vinho no Mosela

Extensão: 243 km

Tema: Mosela, vinho, cultura

Destaques:
Alf: castelo Arras
Beilstein: ruína do castelo
Bernkastel-Kues: gabletes de enxaimel
Bremm: Bremmer Calmont, vinhedo mais inclinado da Europa
Metternich: igreja do mosteiro
Cochem: teleférico, castelo Reichsburg
Koblenz: Deutsches Eck
Perl/Nennig: residência romana
Piesport: prensa romana
Traben-Trarbach: estância terapêutica, museus
Trier: Porta Nigra, anfiteatro
Zeltingen-Rachtig: mosteiro Machern, eclusa do Mosela

www.mosellandtouristik.de

Controle de site acessível

Dois atalhos úteis para o zoom no seu navegador:

Aumentar: +

Diminuir: +

No seu navegador, você encontra mais informações clicando o ícone: