Na Alta Floresta Negra, nos arredores de Hinterzarten
Na Alta Floresta Negra, nos arredores de Hinterzarten ©Breisach-Touristik
Rotas de férias de A a Z
A Rota Verde – Route Verte

Rota Verde – Route Verte – O símbolo da amizade franco-alemã

Com mais de 250 km de extensão, a Route Verte (Rota Verde) atravessa a fronteira nos dois lados do Reno e continua a ser um marco da Europa unida. Ela é um verdadeiro laço de amizade que sai Contrexéville, na serra de Voges, atravessa a Alsácia e Lorena até a altura da Floresta Negra, com Titisee-Neustadt e, finalmente, Donaueschingen.

Como o nome já diz, a cor que caracteriza a Rota Verde – Route Verte vem da natureza pura e verdejante de Contrexéville até Donaueschingen, onde as florestas da serra de Voges e a Floresta Negra, as zonas que antecedem as montanhas e o vale do Reno apresentam todas as tonalidades de verde. Ao longo do caminho, não faltam superlativos e o trajeto leva a surpresas nos mais variados setores.

Uma miscelânea colorida de possibilidades

Seja geografia, botânica, pré ou proto-história – a paixão pela pesquisa e exploração praticamente não encontra limites. Nem o prazer dos olhos e da alma diante da beleza impressionante da paisagem. A viagem pelo “laço de amizade” é perfeita para quem gosta de caminhar ou passear de bicicleta. E quem prefere ter mais conforto, usa o carro.

Viajando pelo laço da amizade

O trajeto passa pelas regiões de Baden, Alsácia e Lorena, cujas paisagem e cultura são especiais. Além de locais histórico-culturais de grande destaque, a natureza pura está sempre presente, alternando-se com eventos culturais e esportivos. Grandes e pequenas cidades com construções históricas, belas cidadezinhas de produção vinícola, com restaurantes condecorados com estrelas e as adegas de comida e vinho caseiros, acabam tornando as paradas no caminho mais longas que o usual.

“Haute cuisine” e comida caseira

Além da ligação geográfica, a rota aproxima a Alemanha e a França também do ponto de vista da culinária. Ao longo do caminho, não faltam opções para conhecer as especialidades regionais. Essa região privilegiada pelo sol nos dois lados do Reno produz bons vinho e destilados finos, como a típica aguardente de cereja da Floresta Negra, a Schwarzwälder Kirschwasser, ou a fina aguardente de mirabelle, fruta semelhante à ameixa, produzida na Lorena. E para comer, a pedida é o Flammkuchen e Spätzle, a típica massa suábia feita à mão. Quem aprecia comidas finas também vai encontrar opções pelo caminho para uma parada estratégica, como em um chocolatier, um produtor de escargots ou em alguma vinícola.

Rota Verde – Route Verte

Extensão: cerca de 250 km

Tema: cultura, natureza, culinária

Destaques:
Breisach: cidade europeia, catedral, oásis do Burgunder em Kaiserstuhl
Donaueschingen: castelo, fonte do Danúbio, museus
Freiburg: centro histórico, catedral, rios e canais
Hinterzarten: esporte de inverno e estância
Kirchzarten: estância de ar terapêutico, hospedagens típicas da Floresta Negra
Munster: parapente, passeios de balão, mountain bike
Titisee-Neustadt: estância terapêutica no lago com o mesmo nome

www.gruene-strasse.de

Controle de site acessível

Dois atalhos úteis para o zoom no seu navegador:

Aumentar: +

Diminuir: +

No seu navegador, você encontra mais informações clicando o ícone: