• 0
Ratingen: florestas, campos, história industrial

Ratingen: florestas, campos, história industrial

Ratingen é uma das quatro antigas capitais da região conhecida como "Bergisches Land", em decorrência da dinastia dos Berg. Com suas grandes florestas, prados e campos, que representam admiráveis 75 por cento da área municipal, ela é uma espécie de coração verde e porto seguro dessa dinâmica região urbana do Reno, Ruhr e Wupper. Uma experiência entre natureza, cultura e história industrial que vale qualquer visita.

O orgulho da pequena irmã.

Ratingen adquiriu direitos de cidade já em 1276, concedidos pelo Duque de Berg, sendo, portanto, mais antiga que sua grande irmã, a cidade de Düsseldorf. É natural que se tenha orgulho disso. Uma impressionante muralha, respeitáveis prédios antigos e uma praça central para ninguém botar defeito, a Marktplatz, são testemunhos do papel que a cidade desempenhou desde o século IX. As atrações incluem os castelos „Haus zum Haus“ e Linnep, o castelo Landsberg e a igreja Kirche St. Peter und Paul, todas dos séculos XII e XIII, a casa de enxaimel "Zum Roten Hahn" e uma relíquia de grande importância para a história industrial, a fábrica têxtil Cromford de 1783, uma fiação de algodão mecânica considerada a primeira fábrica no continente europeu.

Bonecas no museu e um acervo de arte de importância mundial

Mas os habitantes de Ratingen continuam sendo adeptos de sua oferta cultural e de lazer, no passado como no presente.. O Stadttheater (teatro municipal) é o cenário ideal para uma longa lista de famosos espetáculos convidado, os artistas e a cultura local se encontram durante o festival „Zelt Zeit“, e no verão a atração é o palco ao ar livre Freilichtbühne Blauer See. O Museu das Bonecas mostra vários exemplos de belas produções de bonecas alemãs e francesas, desde 1850. A guia da visita é a boneca Luise, que mostra aos visitantes, como muito charme, como nossas avós e bisavós viviam. Finalmente, o acervo de arte da cidade segue o lema „À procura da vida oculta" e os artistas nele representados pertencem à elite mundial absoluta da arte, entre eles Joseph Beuys, Arnulf Rainer, Antoni Täpies, Cy Twobly, Ugo Dossi, Julian Schnabel e Christian Ludwig Attersee.

Vale a pena ver também o "Kunstweg", ou "caminho da arte" em Ratingen, que tem por missão conectar em uma nova rede a zona cultural entre Düsseldorf, o distrito de Mettmann e os Países Baixos. O caminho da arte atravessa toda a área da cidade. Seus limites são, no oeste, o parque de lazer Volkardey, no leste, o Vale do Anger, com referência ao famoso santuário de Neviges e o igualmente famoso Vale de Neander, de grande importância para a história da humanidade. O caminho tem uma extensão de aproximadamente 11 quilômetros e atravessa diferentes tipos de paisagem, às quais dez artistas fizeram uma menção através de esculturas.

Eventos

The fact that Düsseldorf, North Rhine-Westphalia's region capital, has an art museum of international renown today is thanks to the former Elector Palatine Johann Wilhelm II, who began to build an art gallery here in 1710. A generous patron, he was able to bring numerous artists to the court and transformed the city into a European centre for art. Although the Kunstpalast Museum itself was only founded in 1913, it would not be what it is today had the Elector not been such a passionate collector of art.

The museum underwent two major renovations to reach its current form – from 1925 to 1926 to plans by architect Wilhelm Kreis and in 1999/2000 to plans by Oswald Mathias Ungers. The building now provides an exceptional setting for its painting collection, which focuses on Old Masters, paintings of the 19th century and the modern age and paintings and sculptures from the Middle Ages to the present day. These works are complemented by arts and crafts, design, graphic art and a renowned glass collection. Among the collection's masterpieces are 'The Ill-matched Pair' by Lucas Cranach the Elder, 'Landscape with Tobias and the Angel' by Jan van Scorel, 'Flight into Egypt' and the famous 'Cross on the Mountain' by Caspar David Friedrich. The section on Modernism features important works from the early 20th century by Paula Modersohn-Becker, Wassily Kandinsky, Walter Ophey, Franz Marc, August Macke, Otto Dix, Emil Nolde and Ernst Ludwig Kirchner.

Próximas datas:

19.05.2019 - 01.09.2019

Local do evento

Museum Kunstpalast
Ehrenhof 4
40479 Dusseldorf

Todas as informações sobre preços, datas e horários de abertura estão sujeitas a alteração.

Apresentações e eventos

Buscar eventos
(em alemão e inglês)
Outros critérios de busca
Redefinir tudo