Castelos, parques e jardins: como um conto de fadas.

Castelos medievais imponentes, palácios barrocos com jardins imensos, conjuntos arquitetônicos classicistas ou citações românticas de diversas épocas – a simbiose entre a natureza, a arquitetura e a paisagem é uma característica da herança cultural da Alemanha. Isso gera um comprometimento de permitir o livre acesso de todos a essa herança.
Casal idoso passeando por um mar de flores na exposição de jardinagem e paisagismo Landesgartenschau, em Landau
Landesgartenschau 2015, em Landau

A Landesgartenschau 2015, tradicional mostra de jardinagem e paisagismo, foi instalada em uma antiga caserna, em Landau, no Palatinado, adquirindo um caráter todo especial. O visitante encontra um festival de cores e flores distribuídas por uma área de 27 hectares, em sua maioria com total acessibilidade. O coração da mostra é o “Park der Generationen”, ou Parque das Gerações, com jardins aquáticos e caminhos sombreados para passear. Além da própria área do jardim, há uma série de outros locais com acessibilidade no local.

Mapa tátil para cegos e deficientes visuais no parque Schlosspark Ludwigslust
Ludwigslust

Em Mecklemburgo, Ludwigslust fascina os visitantes com seu conjunto arquitetônico barroco, tombado pelo patrimônio histórico e composto pelo castelo Fürstenschloss, o parque Schlosspark, a igreja Schlosskirche, a Orangerie com a Fontänenhaus e todo o centro histórico da cidade. Ao longo das ruas históricas, com calçamento de pedras, há caminhos próprios para cadeirantes

Vista de uma cabana de jardim com mesa e cadeiras na frente, tulipas lilás em primeiro plano e cerejeiras em flor ao fundo
Park der Gärten, em Bad Zwischenahn

O parque Park der Gärten, em Bad Zwischenahn , é o maior parque de jardins modelo na Alemanha e um ponto de encontro cosmopolita para amantes da jardinagem e da natureza de todas as gerações. Uma pequena arena de aromas, um órgão aromático, plantas aromáticas e um jardim sensorial com informações em escrita Braille, uma trilha para andar descalço e uma ilha de sons garantem experiências para todos os sentidos.

Passeio de barco em um lago do “Reino dos Jardins” Gartenreich Dessau-Wörlitz
Reino dos Jardins Dessau-Wörlitz

O Reino dos Jardins, Gartenreich Dessau-Wörlitz, pertence ao patrimônio mundial da UNESCO e é a combinação perfeita entre prazer cultural e uma natureza excepcional como cenário. Para visitar os castelos e o parque, há um mapa do terreno com um “sistema de semáforos” que informa sobre obstáculos e barreiras, para facilitar a escolha do trajeto.

Vista do portão principal do castelo com portas em dois arcos e a ponte à frente
Römerkastell Saalburg

No castelo romano Saalburg, em Taunus, passeios especiais, adaptados às necessidades individuais de deficientes visuais e cadeirantes, permitem que esses visitantes conheçam a história da fortaleza e detalhes do cotidiano no Império Romano. No museu, artefatos originais e réplicas, além de plantas em tamanho natural, podem ser tocados e sentidos.

Vista externa do castelo de Bruchsal, com os amplos jardins à frente
Schloss Bruchsal

O Schloss Bruchsal, o único castelo barroco de um principado episcopal no Alto Reno, ficou famoso principalmente pela sua “rainha das escadarias em estilo barroco”, criada pelo arquiteto Balthasar Neumann. Perto da entrada de total acessibilidade, da qual largos corredores levam ao castelo, há três vagas de estacionamento para deficientes.

Vista do castelo Schloss Herrenchiemsee e do lago à sua frente com a fonte Fama-Brunnen e a figura da “Seine” em primeiro plano
Schloss Herrenchiemsee

Luís II, Rei da Baviera, começou a construir seu “Versalhes bávaro”, o palácio Schloss Herrenchiemsee, em 1878, demonstrando sua admiração pelo Rei da França, Luís XIV. O acesso é feito pelo lago Chiemsee, em barcos adequados para cadeiras de rodas. Além do museu no Neues Schloss, é recomendado também o museu no Augustiner-Chorherrenstift.

Espaço interno da Zederngalerie no castelo Schloss Schönhausen
Schloss Schönhausen, em Berlim

No século XVIII, o castelo barroco Schloss Schönhausen, em Berlim, foi a residência de verão da rainha Elisabeth Christine, esposa de Frederico, o Grande. Mais tarde, tornou-se a sede da presidência da República Democrática Alemã. Para conhecê-lo, estão disponíveis audioguias em linguagem simples para deficientes visuais, além de videoguias em língua de sinais.

Controle de site acessível

Dois atalhos úteis para o zoom no seu navegador:

Aumentar: +

Diminuir: +

No seu navegador, você encontra mais informações clicando o ícone: